quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

PROVÁVEL FUTURO SECRETÁRIO DE SEGURANÇA URBANA DO RECIFE DIZ QUE "GUARDA MUNICIPAL QUER SER POLÍCIA SEM SER"



Reproduzo abaixo entrevista com Murilo Cavalcanti ao site da revista Algomais em 15/09/2012, onde entre outras coisas ele afirma que o "guarda municipal quer ser polícia sem ser" e não propõe nada que beneficie a Guarda, só a Polícia, como por exemplo dizer que a Prefeitura poderia alugar viaturas e ceder à Polícia:

15 Propostas para um Recife Melhor, por Murilo Cavalcanti
01. Polícia metropolitana com gestão da prefeitura – Em Bogotá a gestão da polícia é feita pelo prefeito. Embora a constituição brasileira não delegue esses poderes ao gestor da cidade, não há impedimento em fazer isso. O prefeito não teria um poder sobre a polícia, ele seria responsável pela gestão e também em prover orçamento. Em Petrolina, por exemplo, a prefeitura alugou viaturas para a polícia;
02. Criar uma Casa da Justiça – É um lugar que pode ter mediação de conflito, acesso à justiça, apoio psicológico e treinamento de jovens que estavam no tráfico, por exemplo;
03. Criação da Secretaria de Segurança Cidadã e de Valorização da Vida – É importante que a secretaria tenha um orçamento robusto, Recife tem um índice de homicídio de 40 para 100 mil e se coloca para a cidade um orçamento de dois milhões para toda a secretaria;
04. Parte do orçamento de publicidade para a difusão da cultura da paz – gasta-se muito dinheiro com publicidade, mas nada disso é voltado para a cultura da paz;
05. Disciplinamento de horário de funcionamento de bares e similares – É impossível ter uma polícia eficiente em eventos que começam às 20h da noite e terminam a qualquer hora. Uma cidade tem que ter regras. Não podem ficar funcionando bares e similares até 6h da manhã. Bogotá fecha tudo às 3h da manhã. Depois, o prefeito colocou metas para o bairro e afrouxou um pouco, colocou para as 5h da manhã mas quando a violência voltou a aumentar voltaram a fechar às 3h da manhã novamente. É o preço que a gente tem que pagar para ter uma cidade civilizada;
06. Ordem pública em toda a cidade – Tem lugares no Recife que tomaram conta da calçada e colocam até a placa de estacionamento privativo. É um absurdo, a calçada é de todos;
07. Bibliotecas públicas em áreas pobres – Antanas Mockus conta que fez a votação do orçamento participativo para saber o que a população queria e biblioteca não estava entre os tópicos. No segundo mandato ele acabou com o Orçamento Participativo e criou mega bibliotecas dentro das comunidades;
08. Recuperação das praças, parques, campos de futebol na periferia da cidade – Bogotá tem 4 mil praças e parques;
09. Identificação com a placa da moto no capacete e no colete do condutor – Não se gasta nada para isso. Lá em Bogotá todo mundo tem que usar. O número de roubo de motos caiu, porque teriam que roubar também o capacete e o colete e caiu também o número de acidentes;
10. Criar um mapa de violência da cidade com todos os dados econômicos das vítimas – Obter e oferecer informações confiáveis transparentes para a população. É importante que a prefeitura tenha informações como: Quem? Onde? Estava emprega- do? Quem matou? Era do bairro onde aconteceu? Era de um bairro distante? Tinha problema com a polícia? Era usuário de drogas? Etc. Quando uma pessoa morre em Bogotá e em Medellín a prefeitura tem uma força-tarefa só para levantar essas informações. São dados sociais que são usados para determinar políticas sociais para aquele lugar onde ocorrem os maiores índices de violência;
11. Mediador de Conflito em todas as escolas da rede municipal de ensino. Ele pode ser um professor ou um funcionário;
12. Atenção aos grupos vulneráveis: prostitutas, moradores de rua e usuários de drogas;
13. Não armar a Guarda Municipal nem a CTTU – Tenho conversado muito com os secretários de segurança, os de São Paulo e Londrina só tiveram problemas. Eles querem ser polícia sem ser e não tem uma legislação para punir o guarda. A Guarda Municipal tem que ser uma guarda patrimonial, eles podem ajudar muito na segurança da cidade;
14. Plano especial para o centro da cidade com a revitalização das calçadas;
15. Programa de combate à violência com recursos, metas e integração com as secretarias.



OPINIÃO

Os guardas municipais do Recife devem se preparar, porque quem esperava melhorias para a instituição e a categoria com a nova gestão municipal pode se decepcionar bastante.

Primeiro Geraldo Júlio fez de tudo para impedir a aprovação do PCCDV da Guarda e agora tudo indica que ele nomeará, o anúncio oficial será amanhã, como secretário da futura Secretaria de Segurança Urbana, a qual a Guarda ficará subordinada,  Murilo Cavalcanti, uma pessoa que tem uma visão totalmente distorcida, ultrapassada e  PRECONCEITUOSA em relação à Guarda Municipal, ou seja, não gosta da Guarda.

Mas quem é Murilo Cavalcanti? O que ele fez para ser considerado por alguns, a imprensa amiga dele e o público leigo, especialista em segurança pública? Ele é policial, bacharel em Direito, gestor em segurança pública? Nada disso, ele é um Administrador de empresas e empresário da noite recifense e que depois da sua irmã ter sofrido uma tentativa de assalto e levado um tiro passou a se interessar pela questão da segurança pública, ou seja, é um curioso sobre o assunto.

Cavalcanti participa de ONG's que pregam a paz, como o 'Brasil sem armas'. A única experiência prática na área de segurança que ele possui, além de fazer passeatas pela paz, soltar pombas brancas e fazer campanhas pelo desarmamento da população, foi como secretário de segurança da cidade de Petrolina-PE em 2009, após sofrer duras críticas acabou deixando o cargo menos de 1 ano depois, apesar de ele espalhar aos quatro ventos que conseguiu reduzir os índices de homicídios na cidade o fato concreto é que os índices de homicídios em Pernambuco estão sendo reduzidos em todo o Estado desde 2007, inclusive em Recife, onde a Prefeitura nunca investiu um centavo em segurança pública, portanto, ele não foi o responsável por isso, se fosse teria continuado no cargo.

Murilo, como a maioria dos que fazem parte dessas ONG's ligadas a  grupos de direitos humanos, além de possuir ideias utópicas, como dizer que o Prefeito deveria gerir as Polícias, o que obviamente é inconstitucional, ele prega que a violência será reduzida apenas combatendo as causas e NUNCA as conseqüências, ou seja,  ele defende investimentos na educação, saúde, esportes e lazer, e na Guarda Municipal? NADA. Ora, se for assim não precisa ter secretaria se segurança, já que para investir nessas áreas já existem as secretarias de Saúde, Educação, Esporte e Lazer.

Além disso, o investimento nessas áreas para darem resultados na redução da criminalidade demandam tempo, não se educa um jovem em um ou quatro anos, portanto, é uma coisa para médio e longo prazo, de imediato tem que se combater as conseqüências, e isso é feito com repressão, aliás é isso que prega o professor José Luiz Raton, idealizador do programa Pacto pela Vida, do governo de Pernambuco, e que contribuiu com as propostas para a segurança pública no programa de governo de Geraldo Júlio.

Enfim, com esse cidadão, indicado por Jarbas Vasconcelos, como secretário de Segurança Urbana, com as ideias que ele possui e com a visão que ele tem dos guardas com certeza a Guarda Municipal do Recife não terá nenhum benefício. Não duvido nada que daqui a pouco ele ou algum outro que fará parte da gestão estará propondo a retirada dos guardas municipais da fiscalização do trânsito também, aí vai ter guarda que vai entrar em desespero, principalmente aqueles que esqueceram que são Guardas Municipais e não funcionários da CTTU, inclusive deixando de usar o fardamento da Guarda para usar camisetas unicamente com a inscrição 'agente de trânsito cttu' com a  complacência do Comando.

6 comentários:

  1. É mais um para acabar de afundar a guarda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Centurião da Caatiga.13 de dezembro de 2012 22:55

      Avisa para este cara que as GCM's tem a taxa de resistencia seguida de morte quase nula se comparada a Pm!
      E na educação eu vos digo: este cidadão aí o tal de Murilo Cavalcanti não tem cara que tenha nem asseio pessoal como vai cuidar de uma POLICIA engrenada como a GCM?

      Excluir
  2. Companheiros a Guarda só funciona com toda a engrenagem, se nós que somos ponta de lança travarmos a engrenagem, trava tudo. Vamos dificultar ao máximo o trabalho desse Rapaz, quando a coisa não funcionar, já era ele. Já que ninguém dos governos nos escuta, vamos nos fazer ouvir na força do nosso suor .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo, vamos sabotá-lo, vamos continuar fazendo o que já fazemos hoje: NADA!

      Excluir
    2. Vc é um inútil

      Excluir
  3. Se vc não faz nada Parabéns, se vc se sente um inútil eu não. Se todos da Guarda pensam igual a vc então nós merecemos esse secretário filósofo, melhor vc merece ele, eu e muitos de nós não.

    ResponderExcluir